07/09/2021 às 19h03min - Atualizada em 08/09/2021 às 00h00min

“A importância de ensinar os recém-nascidos a usarem o próprio corpo” é tema de live da Unip no dia 8

SALA DA NOTÍCIA Roberta Abrahao
Unip

Bebês de um a três meses de idade são muito mais ativos do se pode imaginar. Se estimulados, o resultado é surpreendente.
Recente pesquisa publicada pela revista científica Infant Behavior & Development mostra que os bebês conseguem apreender com estímulos externos.
O estudo foi liderado pela Profa. Priscilla Ferronato, do curso de Educação Física do Instituto de Ciências da Saúde da UNIP, em parceria com a Escola de Educação Física e Esportes da USP e do Instituto de Psicologia da USP. Segundo a pesquisa, os bebês devem ser estimulados a utilizar as mãos e a observar adultos manipulando objetos no seu entorno, para que aprendam como usar o corpo de maneira funcional no ambiente.
Para falar sobre o assunto e apresentar sugestões de atividades que podem ser realizadas durante a rotina diária de cuidados, promovendo, assim, a estimulação tanto das habilidades sociais quanto das ações manipulativas do bebê, Priscilla Ferronato participará da live “A importância de ensinar os recém-nascidos a usarem o próprio corpo”. A atividade acontece em 8 de setembro, às 10h.
“Os primeiros meses de vida são marcados pela elevada plasticidade cerebral e, portanto, é um período muito favorável para situações de aprendizagem. No entanto, uma visão antiga de que o cérebro do recém-nascido é imaturo, em geral acaba levando pais e cuidadores a privá-los de oportunidades que promovem um desenvolvimento pleno durante esse período inicial. A proposta de atividades de estimulação visa minimizar essas possíveis lacunas nas possibilidades de interação do recém-nascido com o mundo durante os primeiros meses”, explica Ferronato.
Acesse:
https://www.youtube.com/user/UNIPOficial
https://www.linkedin.com/school/unip/
https://www.facebook.com/UNIPoficial
 
Notícias Relacionadas »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...