03/05/2022 às 18h19min - Atualizada em 04/05/2022 às 00h00min

Coworking de saúde permite aos profissionais da área atender em outras cidades

Infraestrutura completa, equipamentos e tecnologias avançadas são alguns dos fatores que tem viabilizado essa prática na OPT.DOC

SALA DA NOTÍCIA Débora Ferreira
www.optdoc.com.br
OPT.DOC
Profissionais de diversas especialidades da medicina, que estão sediados em outras capitais e cidades, estão descobrindo os benefícios de adotar o modelo de coworking para estender seus serviços à capital paulista. É o que vem constatando a OPT.DOC, coworking voltado ao segmento de saúde, que vê um número cada vez maior de profissionais de saúde de outras cidades e estados – entre médicos, dentistas e nutricionistas –, buscando o modelo de consultório compartilhado na capital paulista, para assegurar uma maior mobilidade em relação às localidades em que atuam.

“Todo profissional da área de saúde pensa em ampliar a sua clientela, inclusive atendendo pacientes em outras cidades e estados diferentes de onde reside. Esta é uma forma de abrir novos horizontes profissionais, fortalecer sua atividade e aproveitar melhor o seu tempo, mantendo-se aberto ao novo”, constata Patricia Del Gaizo Maia, CEO e fundadora da OPT.DOC. Ela explica que o profissional de saúde que troca o consultório tradicional pelo coworking de saúde também quer experimentar novas formas de trabalho e inovar, sem que isso implique, necessariamente, em custos fixos e investimentos elevados.

Na OPT.DOC, o número de profissionais da área de saúde que utilizam as instalações e serviços dobrou em 2021, no momento que a pandemia estabeleceu novos parâmetros de trabalho e a necessidade de se ter estruturas mais flexíveis de operação.  

O cirurgião-dentista Victor Ferzelli, de Campo Grande (MS), especialista em DTM, Oclusão, Dores Orofaciais e Prótese Dentária, é um dos profissionais que passou a utilizar o coworking da OPT.DOC para realizar o atendimento e os procedimentos odontológicos na capital paulista. O profissional, que também é professor, mestre em prótese dentária e membro fundador da Sociedade Brasileira de DTM e Dores Orofaciais (SBDOF), está expandindo sua atuação em São Paulo, e achou no coworking todos os requisitos necessários para exercer sua atividade e atender os pacientes. “É como se estivesse em minhas próprias instalações, com a vantagem de não ter que administrar o consultório e ter flexibilidade para trabalhar em São Paulo”, afirma Ferzelli.

Assim como Victor Ferzelli, a dentista Gabriella Marcela Dos Passos Picchi, que atua nas áreas de Harmonização Facial e Clínica Geral, quando está na capital paulista, realiza os seus atendimentos na OPT.DOC. A profissional também atende no interior paulista, nos períodos em que está em sua fazenda, encontrou na OPT.DOC uma excelente alternativa para viabilizar o atendimento na cidade. “É uma opção que me permite dispor de infraestrutura e acesso às tecnologias atuais”, observa Gabriella, ao citar o acesso aos scanners intraorais, câmeras, estúdio fotográfico, laboratório de prótese, radiografias e tomógrafo que compõem os equipamentos da OPT.DOC.

A demanda pelo coworking também cresce junto aos profissionais sediados na capital paulista. O dentista Heleno de Moraes, que mora na cidade, adotou o modelo há um ano e meio, dando uma virada em sua maneira de atender os seus pacientes. “Sempre fui adepto dos consultórios tradicionais, mas optei pela OPT.DOC não só pela economia, praticidade e conforto, mas para poder viajar tranquilamente sem ter de me preocupar com o consultório”, conta ele, ao observar que, como especialista em prótese, com mais de 30 anos de atuação, viaja muito para os congressos. “Mesmo que não morasse em São Paulo, adotaria o coworking para ampliar os contatos profissionais”, acrescenta.

Além disso, profissionais como médicos, dentistas e nutricionistas, sediados em outras localidades, costumam viajar para São Paulo e outros estados, com a finalidade de participar de eventos, seminários e cursos de aperfeiçoamentos. E o coworking é uma boa oportunidade para estenderem sua atuação a outras cidades e ampliar a clientela.

Reconhecida por oferecer consultórios modernos, a OPT.DOC atende por meio do sistema pay per use, que, em apenas dois anos de operação, viu a demanda pelo seu modelo de consultórios compartilhados dobrar e já oferece a sua estrutura para mais de 300 médicos e dentistas. São profissionais tanto da capital paulista quanto de outras localidades - interior e de outros estados -, inclusive, aqueles que promoveram o êxodo urbano e encontraram no local uma estrutura completa com equipamentos de última geração como o Invisalign para atender os seus clientes.

A OPT.DOC conta com oito salas-padrão e 12 especialmente formatadas para os dentistas, e agora, fim de trazer ainda mais conforto a esses profissionais e atender a demanda crescente, está realizando um investimento de R$ 20 milhões para abrir duas novas unidades na capital paulista, que deverão iniciar as atividades até o final do primeiro semestre, além de inaugurar novas salas no espaço atual.

“A OPT.DOC cresce tanto em número de horas locadas para os clientes existentes quanto em número de novos clientes - em torno de 30 a cada mês -, atraídos pelas vantagens de operar no modelo de consultório compartilhado. E essa é uma tendência que segue forte, atraindo cada vez mais o interesse de profissionais das diversas especialidades médicas”, destaca a CEO e fundadora da OPT.DOC. “Ao darmos estrutura para que eles tenham mobilidade, ajudamos esses profissionais a ampliarem a capilaridade de atendimento e o número de pacientes.”


Sobre OPT.DOC
A OPT.DOC é uma startup pioneira em coworking de saúde, que oferece consultórios modernos, através do sistema pay per use, para utilização nos períodos necessários às consultas, e que disponibiliza equipamentos de última geração, assistentes treinadas, serviços de atendimento aos pacientes e serviços administrativos.  Fundada em julho de 2020 pela arquiteta e empreendedora Patrícia Del Gaizo Maia, a OPT.DOC foi projetada para oferecer todas as comodidades necessárias ao profissional da saúde e seus pacientes. São 20 consultórios cuja infraestrutura de apoio inclui espaços para realização de cursos práticos e teóricos, vestiário, café, fluxo digital e central de imagens, tudo pensado para agilizar os diagnósticos e promover uma nova experiência a médicos e pacientes. Site: https://optdoc.com.br/  

 
Notícias Relacionadas »