18/04/2022 às 20h53min - Atualizada em 19/04/2022 às 00h01min

Imunidade e intestino: qual a relação?

Cuidar do sistema intestinal pode proteger contra doenças

SALA DA NOTÍCIA Pollyana Cabral
Jim Coote


 
Imunidade e intestino: qual a relação?

Cuidar do sistema intestinal pode proteger contra doenças

Você sabia que o bom funcionamento do intestino é um grande aliado da imunidade? Sim, isso mesmo. Por isso, é preciso bastante atenção e empenho para cuidar bem do intestino, mantendo o equilíbrio e a saúde. Vamos entender, nessa edição, como funciona o órgão e o que fazer no dia a dia a fim de contribuir para a melhora de seu funcionamento. A gastroenterologista do Hospital Brasília e coordenadora do Nedic, Zuleica Bortoli, explica o assunto. 

Antes de esclarecer qual a relação do intestino com a imunidade, vamos entender como ele funciona.

O intestino é um órgão em formato de tubo que começa no final do estômago e termina no ânus. Ele desempenha a função de absorver e digerir os alimentos e nutrientes e de absorver a água. Ao final do processo, o intestino elimina substâncias nocivas, como os resíduos e as toxinas.

O órgão abriga milhões de microorganismos que formam a chamada flora intestinal ou microbiota. Ela, por sua vez, cria uma barreira contra invasores, como bactérias e vírus, aumentando, assim, a defesa do corpo.

Aqui é importante fazer uma observação especial em relação ao funcionamento do intestino durante a gestação: ele fica mais lento devido a uma maior produção de progesterona, situação um pouco parecida ao que acontece no período pré-menstrual. Por isso, é preciso realizar ações que melhorem a velocidade do funcionamento do intestino, de modo que sejam reduzidos os esforços para a evacuação. Assim, com o intestino funcionando bem e de modo equilibrado, a gestante terá mais conforto, e haverá aumento da imunidade.

De acordo com a Dra. Zuleica Bortoli, “um hábito intestinal saudável consiste em evacuações com fezes normais, com a frequência que pode variar entre uma a duas vezes ao dia, até uma vez a cada dois dias. Algumas variações podem ocorrer, a depender da alimentação de cada pessoa”.

Mas qual a relação entre a saúde intestinal e a imunidade?

A importância do sistema gastrointestinal é que a grande quantidade de células imunológicas que estão nele, cerca de 70% do sistema imunológico, concentra-se no intestino. Isso porque, como já foi mencionado, a flora intestinal é composta por microrganismos capazes de combater vírus e bactérias.

A flora intestinal pode variar de pessoa para pessoa, de acordo com os hábitos e as alterações em fases da vida. Essas mudanças podem ocorrer devido a idade, doenças, alimentação, uso de medicamentos, estilo de vida e estresse.

Mas, para que o mecanismo funcione bem, é necessário que a flora esteja saudável e equilibrada, permitindo que as bactérias boas possam combater as nocivas. Aí está a fundamental importância em cuidar para manter esse sistema em bom funcionamento.

Por isso, é importante adquirir alguns hábitos para incluir na rotina e melhorar a saúde do sistema gastrointestinal.

Dicas sobre como cuidar da saúde do intestino


De acordo com a gastroenterologista, “um bom funcionamento do intestino, estimulado por bons hábitos alimentares, contribui favoravelmente para manter uma microbiota intestinal saudável”. Por outro lado, alimentos industrializados ou com poucas fibras podem prejudicar o intestino.

“É preciso manter hábitos alimentares saudáveis, realizar atividade física regularmente, cuidar da hidratação e evitar medicamentos sem prescrição médica”, explica a médica.

Veja alguns hábitos que podem contribuir para a saúde do intestino.

Busque alimentos prebióticos e probióticos - Esses alimentos    contêm fibras e as bactérias que fazem bem ao intestino, fortalecendo a flora intestinal. As fibras podem ser encontradas nos vegetais em geral.

Mastigue bem os alimentos - Uma rotina que pode ser bem simples e gera muitos benefícios é mastigar bem os alimentos. A prática facilita a deglutição e melhora a saúde intestinal por auxiliar a digestão dos alimentos.

Evite alimentos processados - Evite os alimentos processados e industrializados, e consuma mais alimentos naturais. A alimentação está diretamente relacionada à imunidade e à saúde intestinal. Por isso, inclua legumes, frutas e verduras na dieta.

Controle o estresse - O estresse pode influenciar no sistema digestivo e prejudicar o bom funcionamento da flora intestinal; assim, busque formas de manter uma rotina menos estressante. Procure um tempo de lazer, de relaxamento, além de prezar por mais organização, por exemplo.

Beba água - Consumir pouca água pode provocar o ressecamento das fezes e prejudicar a evacuação. Além disso, pode causar dores e desconforto no estômago. Beba dois litros de água ao dia e contribua assim, com a melhora do funcionamento intestinal.

Nedic
O Hospital Brasília dispõe do Núcleo Especializado em Doenças Intestinais Complexas (Nedic), totalmente dedicado ao paciente com doenças intestinais graves, crônicas e complexas. Durante a internação hospitalar, os médicos das especialidades de gastroenterologia, de proctologia e de nutrologia fazem um acompanhamento dos pacientes em conjunto.

Notícias Relacionadas »